Casos de obras

OBRA 5 Separação e drenagem na ampliação do novo terminal de passageiros, do sistema de pistas e pátios do Aeroporto Santos Dumont no Rio de Janeiro

  • Produto: Manta geotêxtil nãotecido de filamentos contínuos 100% poliéster com resistência à tração longitudinal mínima de 14kN/m e tração transversal mínima de 12kN/m, e outra com resistência à tração longitudinal mínima de 16kN/m e tração transversal mínima de 14
  • Aplicação: Necessidade de rebaixamento do lençol freático da área destinada para a implantação dos novos terminais de embarque.
  • Rio de Janeiro ? RJ   |   Outubro de 2004 - Junho de 2007

Descrição da obra

Concebido originalmente como terminal de hidroaviões, o Aeroporto Santos Dumont foi projetado em 1934 e tinha como proposta atender às exigências de um centro urbano da dimensão do Rio de Janeiro daquela época. Setenta anos depois, mantém sua vocação de aeroporto central, voltado para operação de voos de curta distância. Depois de remanejar os voos de média e longa distância para o Aeroporto Internacional do Galeão, a Infraero teve como objetivo dotar a cidade do Rio de Janeiro também de um moderno aeroporto central, capaz de atender até 8,5 milhões de passageiros por ano, com conforto e segurança.

Soluções

O geotêxtil atuou como elemento de filtração, permitindo um escoamento rápido da água, ao mesmo tempo em que evita o carreamento de partículas para o interior do dreno. Além disso, como elemento de separação, evitou a mistura de dois materiais preservando as suas características originais.

Resultado

Comprovou ser uma alternativa viável gerando maior velocidade de execução da obra, eficiência do sistema drenante ao longo do tempo e preservação das características originais de materiais adjacentes.






Saiba mais sobre Geossintéticos

© 2021 CTG ABINT - Todos os direitos reservados.
Criação de sites: Trupe Agência Criativa Trupe Agência Criativa